sábado, 29 de novembro de 2014

Única, moda feminina cristã é a nova loja de Mossoró









Mossoró ganha neste sábado, 29 de novembro, a Única, moda feminina cristã.

O lançamento comercial se deu em evento que começou às 16 horas, no Hotel Villa Oeste, localizado na Avenida Presidente Dutra, no Bairro Ilha de Santa Luzia.

A Única tem como idealizadores o casal Michael Charles e Catarina Amorim e atuará com produtos exclusivos, com vendas através do sistema de e-commerce.

Mais informações pelo WhatsApp 8174-5758.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Apenas 4 vereadores comparecem a votação para a escolha de presidente da Câmara em Dix-sept Rosado

Em sessão realizada nesta quinta-feira, 27 de novembro, à tarde, com a presença de apenas 4 dos 9 vereadores que integram a Câmara Municipal de Governador Dix-sept Rosado, Genivaldo Felipe, Bregerinho, teve seu nome declarado como reeleito presidente do Poder Legislativo para o biênio 2015-2016.

Estiveram na Câmara Municipal somente os vereadores Bregerinho e Chagas Cruz (PTB), Dário Pio (PSD) e Armando Leopoldo (DEM), aliados do prefeito Anaximandro Rodrigues Vale.

Ao tomarem conhecimento de que a vereadora Aparecidada Oliveira (PMDB) não compareceria à votação, o candidato a presidente Evandro Carlos de Araújo, Vandinho (PHS), vereadores Thalis da Pedra (PP), peedebistas Ramon Martins e Zineuda Macedo decidiram se ausentar da sessão.

O objetivo dos oposicionisas era adiar a eleição para outra data e possibilitar à vereadora Aparecida Oliveira a oportunidade de votar nos novos integrantes da Mesa Diretora da Câmara, encabeçada por Vandinho.   

Veja alguns pontos do Regimento Interno, da Câmara de Dix-sept Rosado, sobre as eleições da Mesa Diretora do Poder Legislativo naquele município, segundo informações repassadas pelo advogado Hugo Oliveira.

Art. 35. A Mesa da Câmara será eleita na primeira sessão ordinária do período legislativo.

§ 1º. O período legislativo tem a duração de 2 (dois) anos, a partir do primeiro dia de cada legislatura.

omissis

§ 3º. A eleição do presidente importará na do vice-presidente com ele registrado;

§ 4º. Os demais membros poderão eleger-se separadamente, registrando-se em chapa completa de candidatos ou de modo avulso;

§ 5º. No primeiro escrutínio serão considerados eleitos para todos os cargos da Mesa, os candidatos que obtiverem a maioria absoluta dos votos da Câmara;

Art. 119. (...)

Omissis

§ 1º. Ao iniciar-se o Ordem do Dia, o presidente determinará ao primeiro secretário que proceda A verificação do quórum regimental.

§ 2º. Caso não haja quórum legal para deliberar, o presidente declarará encerrada a sessão, fazendo constar da Ata tal ocorrência.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Vandinho disputa eleição com Begerinho, 
atual presidente da Câmara de Dix-sept Rosado


Vandinho é do PHS

O vereador Evandro Carlos de Araújo, Vandinho, do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), desponta na noite desta quarta-feira, 26 de novembro, como candidato a presidente da Câmara Municipal de Governador Dix-sept Rosado, com possibilidade de vitória.

Dissidente do grupo do atual prefeito, Anaximandro Rodrigues Vale, pelo menos na sucessão do Poder Legislativo, Vandinho conta até aqui com os votos de Thalis da Pedra (PP), Zineuda Macedo, Ramon Martins e Aparecida Oliveira, todos do PMDB.

O atual presidente da Câmara, Genivaldo Felipe, Bregerinho, soma com os colegas Chagas Cruz (PTB), Dário Pio (PSD) e Armando Leopoldo (DEM).


A eleição vai ocorrer nesta quinta-feira, no Palácio Lourenço Cruz, na Rua Manoel Joaquim. 

A nova mesa-diretora da Câmara de Dix-sept Rosado estará à frente do Legislativo no biênio 2015-2016. 

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Saudade de Fausto Martins




Nesta data, há 75 anos, nascia em Governador Dix-sept Rosado Fausto Martins da Costa, pai deste blogger. 

Pai, amigo, agricultor, vereador. 

Conhecia na prática o significado o que era ajudar o próximo. 

Faleceu no dia 14 de julho de 1995. 

Tanto tempo já passou e a saudade permanece.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Brasil no rumo certo
Trabalho, pão, teto e letras




Tive o privilégio, como brasileiro, de testemunhar momentos importantes da história do meu país. Sem dúvida, a eleição do metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva se constituiu num dos fatos mais marcantes para a nação.

O discurso de Lula tocou profundamente, não pela eloqüência, mas porque fluiu do fundo do coração de um homem que padeceu necessidade e pagou o preço para mudar o quadro de miséria secular que assolava o Brasil.

Em 1989, durante um debate, o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva disse que, chegando ao governo, estaria feliz no dia em que, na mesa de cada brasileiro, houvesse pelo menos um copo de leite, no café da manhã, feijão, arroz, frango ou carne no almoço, e um prato de sopa no jantar.

Conhecia bem aquela realidade. Um ano antes, em 1988, vira o desolador quadro de miséria no município onde nasci. Participava de uma campanha eleitoral e bati portas buscando apoio na defesa de um projeto e na busca de um sonho no qual acreditava. Mas, como pedi voto a quem sequer tinha o mínimo de alimento para saciar pelo menos a fome de um filho?

Em 1985, gravei uma frase de Tancredo Neves, à época candidato a presidente da República, nas eleições indiretas. “Enquanto houver nesse país, um só homem sem trabalho, sem pão, sem teto e sem letras, toda prosperidade será falsa”.

Anos depois, vejo que o governo do ex-presidente Lula, da presidenta Dilma, do Partido dos Trabalhadores e de seus aliados vem conseguindo cumprir aquele anseio do metúrgico que chegou ao mais alto cargo deste país, uma aspiração, também, do povo brasileiro.

Programas do governo tiraram 36 milhões de brasileiros que viviam abaixo da linha da miséria. As portas de emprego e trabalho se abriram para milhares de brasileiros, e hoje taxa de desemprego é de 5%. Por meio de programas como o Bolsa Família, o pão chegou à mesa do povo brasileiro. Porém, mais que o alimento, o governo de Lula e Dilma possibilitou aos brasileiros a aquisição de moradia digna, através do Minha Casa Minha Vida.

A gestão petista multiplicou vagas para os jovens e garantiu ensino público gratuito de qualidade, no Instituto Federal (IF), através do Pronatec, criou novas universidades e expandiu as existentes, além de investir no Prouni, que forma os profissionais do futuro.

Para se ter uma ideia do que representa um programa como o Bolsa Família, vale lembrar o quadro desenhado durante anos de secas, quando pessoas famintas saqueavam o comércio, principalmente nas cidades do Nordeste. Mas isso mudou. No Rio Grande do Norte, estamos há quatro anos praticamente sem chuva e, graças à política do governo federal para os mais necessitados, esses saques não ocorreram.

Trabalho, pão, teto e letras.

Embora haja muito a ser feito, desigualdade e injustiça a serem corrigidas, penso que o governo está no caminho certo.

domingo, 14 de setembro de 2014

Faleceu na noite de ontem (sábado, 13 de setembro), seu João Agripino de Freitas, conhecido comerciante do município de Governador Dix-sept Rosado.

Em homenagem à memória de seu João Agripino, Compartilho texto publicado em 20/09/2009, no www.paulomartinblog.zip.net


João Agripino, uma figura humana marcante

Seu João Agripino era o dono de uma das mercearias da cidade, que, na época, muita gente em Dix-sept Rosado chamava de “bodega”, mesmo. A bodega de seu João Agripino era ponto de encontro, no Mercado Público. Lá, o pessoal ficava por dentro dos assuntos da cidade. Coisas da vida pessoal e da política em Dix-sept Rosado e no Estado.
À época, eu havia chegado da zona rural para frequentar a escola na cidade. Era menino de 9 anos e minha tia, com quem eu morava, na Rua Padre Florêncio, mandava fazer pequenas compras na bodega de seu João. Naquele tempo, menino gostava de fazer “mandado”, sentia-se útil, sentia-se valorizado. “Mande, que ele vai e volta logo”. Bastava um pequeno elogio para se sentir importante e sair de peito estufado. Ia com muito prazer comprar açúcar, feijão, para as vizinhas, dona Maria de Pedro Viana, um melhoral, na Farmácia de Manoel Cardoso, para dona Maria, mulher de seu Antonio Maranguape. Minha tia, Lirinha de Chico Bacatela recomendava: “Vá num pé e volte no outro”.
Mas, quando era na bodega de seu João, eu demorava um pouco, mesmo sabendo que, na volta, o sermão seria inevitável. Apesar de ser muito tímido, beradeiro do mato como se dizia, ficava num canto, escutando as conversas dos mais velhos e doido para ler os jornais de Natal e Mossoró. Esperava pacientemente que os adultos lessem o “Diário de Natal” e a “Tribuna do Norte” e torcia que, depois que os jornais passassem de mão em mão, não fossem logo devolvidos a seu João Agripino, e alguém os esquecesse em cima do balcão. Lia um pouco até que um ou outro dissesse, com pose de dono do pedaço: “Ei, menino. Me dê esse jornal, que é de seu João”.
Era muito difícil o acesso a revista ou jornal. Lembro que muitas vezes lia alguma notícia, no jornal “O Mossoroense”, da seguinte maneira. Meu pai comprava sabão em pedra e os donos de bodegas da cidade, como seu João, embalavam as barras de sabão com as páginas de jornal. Quando minha mãe desembrulhava o sabão, eu já estava ali, perto, para fazer a minha leitura de “O Mossoroense”. Salvo engano, havia as colunas de Dorian Jorge Freire, “Cota Zero”, e de Jaime Hipólito Dantas, “Conversa da Manhã”.
Alguém jamais sonharia que um dia viesse a existir a Internet e suas ferramentas revolucionárias. Na cidade, quase ninguém tinha telefone, além do telefone da Estação do Trem, o da Telern e o da Prefeitura. O e-mail da época era o telegrama. E só recebia telegrama pessoas de boas condições financeiras. E quando recebia, podia se preparar que raramente não trazia notícia ruim, como o falecimento de ente da família ou um amigo muito próximo. 
Seu João Agripino era homem atualizado e bem informado. Estava a par dos bastidores da política, dos negócios, do futebol e sabia do que acontecia em Dix-sept Rosado porque, quem freqüentava o comércio dele, fazia questão de contar as novidades. A bodega de seu João era, de certa forma, a nossa lan house. E a gente "navegava" por lá.
Mas não era só nisso, que seu João Agripino estava à frente. Ele acompanhava também os noticiários do rádio e da televisão. Na época também não havia repetidora de TV nem antena parabólica na cidade. Na maioria das casas onde havia televisor, o sinal era péssimo e a imagem “fugia” o tempo todo. Mas, lá em seu João, havia um "segredo" e a imagem era de primeira qualidade.
Na decisão do campeonato paulista de 1977, entre Corinthians e Ponte Preta, muita gente da cidade não quis arriscar a assistir o jogo em outro lugar, que não fosse a casa de Seu João. Fazia 23 anos que o Corinthians não ganhava um título. Houve uma “invasão” na casa de seu João Agripino. No primeiro jogo, Corinthians 1 x 0. A maioria esmagadora torcia pela Ponte Preta. Armando Filho, muito jovem e um grande amigo de seu João, comandava os poucos torcedores corintianos. A “Macaca” ganhou por 2 a 1, de virada. O camisa 10, Dicá, empatou, cobrando falta, e o centroavanate Ruy Rei virou a segunda partida para a Ponte. A turma quase tira o coro de Armando Filho, que ficou muito triste, enquanto os anti-corintianos faziam a bagunça na casa de seu João Agripino. No terceiro e decisivo jogo, o meia Basílio fez o chorado gol do título para o Corinthians.
No ano seguinte, eu passava em frente da casa de seu João para falar com Ênio, seu filho, de quem fui colega na Escola Jerônimo Rosado e amigo das peladas de futebol. Havia muita gente na casa, localizada na Rua Machado de Aguiar. Então, perguntei o que estava acontecendo. Ao que alguém respondeu: “Estamos querendo saber quem matou Salomão Hayala”. Era o último capítulo da novela “O Astro”, de Janete Clair, que fez muito sucesso naquela época. Acho que havia mais gente do que na decisão do futebol. Tanto que seu João perdia a paciência, porque alguns subiam nas cadeiras e no sofá da casa.
Seu João e sua família pagavam o preço por terem a melhor imagem da TV Verdes Mares, de Fortaleza, afiliada da Rede Globo, em Dix-sept Rosado.
Foi assim que conheci seu João Agripino. Apesar de ser mais jovem, ele me dava bastante atenção e eu gostava de ouvir suas histórias, pontos de vista sobre o esporte, a política e outros assuntos, sobre os quais demonstrava ter conhecimento. E seu João gostava de compartilhar com as outras pessoas. Os jornais, a televisão, a amizade.
Seu João Agripino é uma das figuras marcantes da paisagem humana de Governador Dix-sept Rosado.
  
 Escrito por Paulo Martins às 12h43

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Dix-sept Rosado
Lixo, mato e resto de material de construção 
são jogados às margens do rio Apodi-Mossoró










O rio Apodi-Mossoró corta o município de Governador Dix-sept Rosado numa extensão superior a 30 quilômetros. Só pela sua dimensão, dá pra ter uma ideia do significado dessas águas para a população. Mas, o descaso do poder público contribui para a poluição do rio.

A ação depredadora do homem devasta um manancial de riquezas. Lixo, mato e resto de material de construção são jogados às margens do rio e arrastados para seu leito (à saída para a cidade de Caraúbas).

Gradativamente, desfaz-se o cenário de beleza que enche os olhos de quem contempla as águas, outrora límpidas.

Mesmo assim, o rio Apodi-Mossoró ainda abastece parte da população de Governador Dix-sept Rosado.

Pequenos produtores rurais, situados às suas margens, utilizam as águas do rio na exploração de atividades agrícolas. A criação de animais também depende do Apodi-Mossoró.

Resultado do trabalho duro de anos seguidos, sol a sol, com a renda gerada da agricultura familiar, esses produtores sustentam suas famílias e educam seus filhos.

As mãos calejadas e o suor do rosto proporcionaram a formação de professores, assistentes sociais, historiadores, administradores, economistas, engenheiros, médicos e advogados, entre outras áreas do conhecimento.

Contudo, enquanto os poderes públicos permanecem indiferentes e inertes, a fonte de riquezas do rio Apodi-Mossoró vem sendo devastada e pode se esgotar.


sábado, 30 de agosto de 2014

Dix-sept Rosado
Demora em entrega da Escola de Educação Infantil prejudica 200 crianças



A população de Governador Dix-sept Rosado continua sendo prejudicada com a demora na execução das obras da Escola de Educação Infantil. Com 95% por cento da construção realizada na gestão da então prefeita Lanice Ferreira (entre 2011 e 2012), a conclusão da obra depende da atual administração, que está em curso há um ano e oito meses.

A depredação das estruturas das instalações da escola, em episódio recente, teria sido mais um motivo para protelar a entrega da unidade.

A Escola de Educação Infantil é uma realização, quase 100% do Governo Federal, com recursos de R$ 1.303.161,47 do Programa Nacional de Reestruturacão e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educacão Infantil - Proinfância. A contrapartida do município é de R$ 13.163,25

A então prefeita de Governador Dix-sept Rosado, Lanice Ferreira, assinou no dia 21 de julho de 2010, uma terça-feira, convênio junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)/Ministério da Educação (MEC), para a construção escola de educação infantil.

Para garantir ensino de qualidade, a escola tem área construída de 1.211,92m², sendo composta de recepção, secretaria, diretoria, sala de reuniões/professor, cozinha, despensas, depósitos, lactário, lavanderia, rouparia, vestiário, salas de aula, laboratório de informática, espaço para amamentação, sala multiuso, sala para repouso, refeitório e recreio coberto e playground.

Com o atraso da conclusão da obra e da entrega da escola à população, pelo menos 200 crianças são prejudicadas, pois deixam de ter acesso a uma unidade com estrutura e ensino de qualidade.

A escola modelo fica localizada no largo da Rua Josué Dias, ao lado da antiga Estação Ferroviária, em terreno doado pela extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA), na gestão do ex-prefeito Gilberto Martins. 

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Faleceu Tia Dita, 
matriarca da família Pereira de Medeiros

Foto: Nos momentos mais difíceis da vida, vemos o quanto uma família é importante; vejo, paro analiso.
vovó Dita na situação que esta hoje com uma idade pra poucos 91 anos 
deitada numa cama de um hospital.
Vejo como nossa família é unida, vejo os netos e os bisnetos todos ali querendo ajudar de alguma forma.
tendo hoje uma quantidade de BISNETO sendo 40....
e sendo uma das poucas a chegar a ver dos 02  TATARANETOS.
Sendo nossa matriarca... Somos grato pelo que fez por nos da família a todo esse tempo.
A Fé esta em todos nos, e Deus dará mais anos de vida a senhora.
"Uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida."

Aconteceu nesta segunda-feira, por volta das 17 horas, o sepultamento do corpo da aposentada Expedita Luzia de Medeiros, no cemitério São Sebastião, em Governador Dix-sept Rosado. 

Tia Dita, como era conhecida, era agropecuarista no sítio Rancho da Velha, no município de Governador Dix-sept Rosado. 

Viúva do saudoso produtor rural Joaquim Pereira de Medeiros, era mãe de Antônio Pereira, Zilda, Mazeca, Bastinho, Zuleide, Gilvan, Francisco Chagas (Chaguinha) e Gilveran.

Mesmo depois da perda do marido, conhecido como Quinca, Tia Dita preferiu permanecer no campo, junto com parte de seus filhos, dedicando-se à criação de caprinos e a produção agrícola. Foi assim até os últimos dias de sua vida.

A matriarca dos Pereira de Medeiros tinha 42 netos, quarenta e um bisnetos e dois trinetos. 

Tia Dita faleceu no último domingo. 


segunda-feira, 11 de agosto de 2014


Professores retornam a sala de aula, 
após greve

O juiz Nilson Roberto Cavalcante Melo deferiu liminar no sentido de determinar aos professores da rede municipal de Governador Dix-sept Rosado o retorno imediato ao trabalho, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 1.000,00 ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDIXSEPM). Diante da resolução, em assembleia na manhã de ontem, 4, os profissionais decidiram retomar as atividades hoje, 5. A paralisação foi deflagrada em 25 de julho.
Para o magistrado, o movimento não atendeu o disposto na legislação que disciplina a greve, no caso, a Lei 7.783/89. Além disso, o juiz considerou que a paralisação das aulas ocasiona transtornos imensuráveis e prejuízos concretos à população, em especial às crianças e adolescentes.
Os professores reivindicam implementação de um terço da carga horária para atividades extra-sala, mudança de nível e referência e auxílio-transporte. Everaldo Alves, tesoureiro da associação que representa a categoria, disse que o sindicato estava evitando se pronunciar sobre a decisão judicial, uma vez que não tinha sido notificado oficialmente. “Os pedidos dos professores são legais. Pretendemos fazer a defesa da categoria”, declarou.
De acordo com a Prefeitura de Governador Dix-sept Rosado, outros pontos fundamentais serão analisados, quando da prolação da sentença de mérito, como a impossibilidade legal do município em atender aos reclames financeiros da categoria, pois, além de já investir mais de 85%, em média, da verba repassada pela União para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação apenas com a remuneração do magistério, ainda está com o limite de gasto com pessoal além do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, em virtude das constantes diminuições de receitas.
De acordo com o secretário de Planejamento, Jeoacaz Gomes, a Prefeitura considera as solicitações da categoria justas, mas tem encontrado dificuldades, até mesmo para administrar o município, devido à falta de recursos.
“Em todo Brasil está havendo um declínio de repasses financeiros. Governador sofre com a escassez de recursos a ponto de o Executivo municipal não descartar corte de funcionários comissionados. As reivindicações são justas, mas temos muitas dificuldades quanto a recursos. Além disso, a mobilização dos professores é de cunho político. Eles sabem que não temos condições de atender todas as demandas”, salientou.
Everaldo diz que os professores rejeitam as alegações da Prefeitura para não atender as reivindicações. “Refutamos as justificativas do município para não atender o pleito dos profissionais da educação. Vamos buscar outras formas de lutar. Além disso, vamos repor todas as aulas e esperamos que a Secretaria veja a melhor forma para executar esse processo”, disse.

Publicado na terça-feira, 05 de Agosto de 2014.



quarta-feira, 30 de julho de 2014

Prazo para pagamento do IPTU
 termina nesta quinta-feira

De acordo com o novo calendário fixado pela Prefeitura de Mossoró, termina neste dia 31 de julho o prazo para o pagamento da quota única ou da primeira parcela do IPTU do exercício 2014. 

Quem pagar o IPTU até amanhã terá descontos de até 30 por cento.  

Os contribuintes que não quitarem o imposto, nos prazos estabelecidos, terão seus débitos inscritos na dívida ativa do município e estarão sujeitos a cobrança judicial.  

O boleto do IPTU pode ser impresso no Portal do Contribuinte.

Acesse www.prefeiturademossoro.com.br e confira.     

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Dix-sept Rosado
Na luta por melhores condições de trabalho e reajuste salarial, Educação entra em greve 

Os servidores da Educação no município de Governador Dix-sept Rosado entraram em greve por tempo indeterminado. 

A decisão ocorreu em Assembleia Geral realizada, agora pela manhã, na sede da Igreja Cristã Evangélica. 

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Governador Dix-Sept Rosado (Sindixsepm), a decisão em favor do movimento grevista aconteceu em virtude da falta de disposição para o diálogo por parte da administração municipal.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Servidores públicos da educação em Governador dix-sept Rosado realizam ato público 


Os servidores públicos da educação no município de Governador Dix-sept Rosado realizaram ato público na manhã desta segunda-feira, quando reivindicaram melhores condições de trabalho e aumento salaria para a categoria.  

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Governador Dix-Sept Rosado (Sindixsepm) convoca a categoria para uma Assembleia Geral, que pode decidir por amplo movimento de greve, por tempo indeterminado. 

A perspectiva da greve se delineia em virtude da falta de disposição para o diálogo por parte da administração municipal.


terça-feira, 22 de julho de 2014

Recordações, pontos de referência e conquistas

Zenóbio Oliveira


Às vezes, atordoado nos labirintos intricados dessa modernidade malsã, eu corro de volta para os meus pontos de referência em busca da motivação para a vida. E o Educandário Dixseptiense, que era Ginásio Comercial quando da minha chegada após vencer o Exame de Admissão, é uma das maiores referências que tenho. É claro que o tempo não permite o regresso físico, presencial, mas quando vejo um retrato desses, meu coração fica me importunando, me puxando pelo braço, querendo voltar de fina força.
O tempo era de intempéries, como bem disse Paulo Martins.

Pra pagar esse Bamba preto aí da chapa, por exemplo, eu tinha que apanhar algodão lá no roçado de Chico de Izidério, de cinco as cinco, e puxar duas léguas de estrada no retorno pra poder responder presente na aula de Seu Zé Florêncio. A coisa funcionava no limite do humano e, muitas vezes, assistia às aulas com fome, pois quando não era o alimento, era o tempo que me faltava. Pode perguntar aos meninos lá das Aguilhadas que eles dão conta dessa história, pois foram cúmplices desses mesmos fatos, foram vítimas dessas mesmas agruras.

Nos tempos de enchentes do rio a coisa piorava. Só havia uma canoa e era paga. Não se podia engrossar as despesas, porque no fim da invernada não tinha como fechar a conta. O jeito era se arriscar um pouquinho na travessia. Eu usava um cavalete de mulungu e minha irmã uma câmara de ar de carroça, arranjada a Mundinho de Bil.

Era difícil, era muito difícil.

Mas foi nosso ponto de partida para o que conquistamos e isso valoriza a recompensa. A dificuldade é o útero da essência, porque essência é o que vejo nestes meus companheiros de luta aí dessa fotografia, homens e mulheres íntegros e consolidados como cidadãos de bem e de caráter.
Estou agradecido por esta postagem.

Desde então, corro as vistas da lembrança pelo jornalzinho “Beija Flor” de Neto de Fausto, espicho a atenção das minhas ouças para escutar, no silêncio do passado, a prosa jovial de Aristeu e Neto de Zé Nunes. Paira no céu das minhas sensações o riso eternal de Antonio Costa e ainda retine nos vãos de minha memória a gargalhada espontânea de Seu Tonho de Valdemiro.
Todos estes rostos me transmitem contentamento. Todos vocês, graças a Deus, são protagonistas da minha história.


A recordação desses momentos é uma saudade lacrimosa da minha alma, mais pela alegria do revivescimento do que pela dor da ausência, porque como disse o poeta: “a saudade é uma dor que não dói”.

Zenóbio Oliveira é poeta, radialista e repórter-cinematográfico da Inter TV Cabugi, emissora afiliada da Rede Globo
Consultor Renato Soares vai ministrar curso de Comunicação em Rádio


Consultor Renato Soares atuou na Rádio Jovem Pan

Será no Hotel Sabino Palace o curso Comunicação em Rádio, que ocorrerá no próximo sábado, dia 26 deste mês, das 15:30 às 19 horas, e não no Templo Sede da Assembleia de Deus em Mossoró, como estava previsto anteriormente.

A mudança de local ocorre em virtude do crescente número de inscritos, interessados na comunicação em rádio. 

O curso será ministrado pelo consultor Renato Soares, de Fortaleza (CE).

As inscrições continuam até a próxima quarta-feira, na Rádio Libertadora Mossoroense, localizada na Avenida Sérvulo Marcelino, no Bairro Planalto Treze de Maio.

Renato Soares é consultor de rádio, com larga experiência. Trabalhou na instalação de rádios como Logos, Vida e FM Jesus, de Fortaleza, e de estados como Bahia, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Como profissional, atuou na rádio Melodia e Jovem Pan, entre outras.
Valéria Lima
Mossoroense chega à Austrália para cursar doutorado em Universidade de Sidney
Pós-graduação é custeada pelo programa Ciência Sem Fronteiras, do Governo Federal


 Ufersa apoia estudante

A estudante Valéria Ingrith Almeida Lima, de Mossoró, já se encontra em Sidney, na Austrália, onde fará pós-graduação. Por volta das 7 horas e 40 minutos, desta terça-feira, dia 22, Valéria informou nas redes sociais que a viagem ocorreu de forma tranqüila. “Cheguei em paz”.

A estudante mossoroense passou em seleção de PhD do Programa de Doutorado em Engenharia Química da The University of New South Wales, em Sidney. Ela é aluna do curso de graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Apoio
O doutorado de Valéria Lima será custeado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) através do programa federal Ciência Sem Fronteiras.

Na condição de aluna da Ufersa, Valéria vem recebendo o apoio da instituição, através do reitor José de Arimatea Matos e do professor Roberto Vieira Pordeus.


segunda-feira, 21 de julho de 2014

Você viu o cabeção por aí?

O Google e o You Tube permitem o resgate da memória de outros tempos, como a irreverente música Cabeção, dos Golden Boys.

Nos dias atuais, com essa coisa de discriminação, talvez esse tipo de música não seria exatamente o que se pudesse chamar de politicamente correta. 

Mas, os Golden Boys se destacaram no final dos anos 60 e início dos anos 70. 

Composto pelos irmãos Roberto, Renato e Ronaldo Golden Boys fizeram sucesso com músicas como Cabeção (Roberto Correia/Silvio Sion), Alguém na Multidão (Rossini Pinto), Pensando Nela e versões de música dos Beatles, como Michele e Ontem (Yesterday).







quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sindicato de Servidores realiza parada em Dix-sept Rosado

A carga horária dos servidores públicos, imposta pela Prefeitura de Governador Dix-sept Rosado, vai estar em discussão, nesta quinta-feira, a partir das 9 horas da manhã, na sede da Igreja Cristã Evangélica.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Governador Dix-Sept Rosado (Sindixsepm) convoca a categoria para uma Assembleia Geral.

Enquanto o Sindixsepm propõe uma parada de advertência, há quem seja a favor de uma greve, em virtude da falta de disposição para o diálogo por parte da administração municipal.

A atual gestão determinou, através de decreto, que todos os servidores devem cumprir expediente com 8 horas diárias, sem ter havido qualquer entendimento prévio com o sindicato da categoria.

Depois da decisão, o Sindixsepm tentou uma audiência com o prefeito, mas não foi recebido.  

quarta-feira, 16 de julho de 2014

10ª Feira do Livro de Mossoró ocorrerá em setembro

A Feira do Livro de Mossoró terá edição comemorativa neste ano. 

É o décimo ano do evento, que acontecerá de 3 a 7 de setembro, no pavilhão Expocenter. 

A FLM era realizada na primeira semana de agosto. 

Neste ano, teve a data adiada para dar tempo à execução das obras nas instalações do Expocenter. 

No ano passado, a feira ocorreu no Mossoró West Shopping.

A Feira do Livro tem a participação de convidados e expositores de várias partes do país. Trata-se de um dos melhores eventos realizados em Mossoró. 

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Essa turma marcou as nossas vidas



A partir da esquerda, Ana Freire, Aparecida Alves, Paulo Martins, Cleodir Freire, Professora Rúquia, Genival Morais, Luiz Andrade, Alderi Nascimento e Valter Rodrigues; Hudson Carlos, Neide Torquato, Sônia Nogueira, Marta Batista, Lenira Menezes, Ednólia Carlos, Licurgo Santos, Pedrinho Rego, Nilza Santos, Lauro Neto, Francisquinha e Neto Nunes; Luíza Freitas, Aristeu Costa, Gecileide Pereira, Edinha Paulino, Antônio Rego de Souza, Dugenir Carlos, Elizete Carlos, Aldenir Silva, Auxiliadora, Tonha de Valdemar e Darquinha; Cilene de Juquinha, Marli Rego, Ione Morais, Áurea de Sotero, Gorete Rego, Marli Pereira, Aurélio Honorato, Zenóbio Oliveira, Margarete Souza, Paulo Carli e Lúcia Freire.

As lembranças desse tempo emocionam até hoje.

Era preciso muita superação para ter acesso aos estudos. A maioria vinha da zona rural para estudar na cidade. A pé, de bicicleta, de carroça, de carona. Sob sol, chuva, frio e calor.

Dependendo da época, enfrentava-se tempo quente, seco, enchentes, intempéries. Uns atravessavam o rio em canoa, outros nadavam no braço.  

Valia qualquer sacrifício na busca do conhecimento. Às vezes, havia gente até sem o alimento necessário, num dia ou noite de aula.

Filhos de agricultores, de pequenos produtores, alguns desses jovens, por vezes, dormiam em sala de aula, depois de um dia de trabalho intenso.

Parte deles se dedicava ao cultivo de milho, feijão, alho, cebola. Não faltavam aqueles que trabalhavam no comércio, na extração de pedra, lenha, os que labutavam na produção de cal, e os que emprestavam sua força carregando caminhões.

Hoje, alguns são gestores e trabalham na escola onde estudaram. São educadores, servidores públicos, empreendedores, comerciantes. Atuam em áreas diversas.

O tempo passou e agora são eles que estão educando os filhos e os vêem se tornar profissionais, cidadãos.

São construtores de sonhos e atores da própria história. 

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Para servidores da Prefeitura de Governador Dix-sept Rosado, aumento de carga horária significa perda e arrocho salarial

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Governador Dix-Sept Rosado (Sindixsepm) vai realizar assembleia geral nesta sexta-feira, 4, às 9:30 horas, na sede da Igreja Cristã Cristã Evangélica.
O objetivo do Sindixsepm é discutir com todas as categorias (saúde e educação, entre outras) a mudança na carga horária dos servidores.  

Recentemente, a atual administração municipal aumentou, através de um decreto, a carga horária dos servidores de 6 para 8 horas diárias.

A medida aconteceu quando os servidores estavam reivindicando melhores condições de trabalho e pleiteavam recuperação de perdas salariais.

Para a maioria dos servidores, a resposta do Poder Executivo chega em forma de sobrecarga de trabalho e representa mais redução nos salários e perda de renda.

De acordo com esse ponto de vista, as categorias vão ter que trabalhar mais e ganhar o mesmo salário, que já estava defasado.

Os servidores mais afetados com a mudança adotada pela Prefeitura são servidores das áreas de educação e da saúde que possuem mais de um vínculo. Alguns trabalham no município e no Estado.

Para cumprir a jornada de 8 horas, servidores serão obrigados a abrir mão de outros vínculos de trabalho e perderão parte de sua renda.


Isso significa menos dinheiro para cobrir despesas como alimentação, saúde, educação, aluguel, água, luz e telefone.   

sábado, 14 de junho de 2014

Jogador Márcio Mossoró, do Al-Ahli, da Arábia, passa férias na sua terra natal



Tive o prazer de conhecer o meia Márcio Mossoró, que passa férias na cidade.

Márcio resolvia assuntos pessoais no centro comercial de Mossoró, onde vai permanecer até o dia 5 de julho.

Depois de um período de descanso, vai retornar à Arábia Saudita, onde joga no time do Al-Ahli, de Jeddah.

Trajetória
José Márcio da Costa, o jogador Márcio Mossoró, iniciou, em 2001, a carreira profissional no Ferroviário, de Fortaleza.
Transferiu-se, em 2002, para o Santa Catarina. Naquele ano, o time do Paulista, de Jundiaí, o contratou.
Márcio Mossoró se destacou pelo clube do interior de São Paulo, onde conquistou o vice-campeonato do Paulistão de 2004. Sagrou-se ainda campeão da Copa do Brasil de 2005.
No segundo semestre de 2005, Márcio se mudou para o Internacional, de Porto Alegre. No Colorado, Márcio Mossoró conquistou os títulos da Copa Libertadores da América (2006) e a Recopa Sul-Americana (2007).
O Internacional emprestou o craque, em julho de 2007, para o Marítimo, de Portugal. Depois de fazer ótima temporada no biênio 2007–2008, o Marítimo transferiu Márcio, em julho de 2008 para o Braga, também do futebol português, que contratou o jogador por quatro anos.

Desde junho do ano passado, Márcio foi atuar o no Al-Ahli, da Arábia.


Leia mais sobre Márcio Mossoró, AQUI.

domingo, 25 de maio de 2014


Dix-sept Rosado
Critério político teria prevalecido em seleção do Pronatec

Estudantes criticaram a Prefeitura de Governador Dix-sept Rosado por se consideraram excluídos da seleção do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Segundo esses estudantes, a maneira como ocorreu a seleção teria dado preferência a pessoas ligadas politicamente o grupo que comanda a atual administração.

A insatisfação repercutiu nas redes sociais e na rádio comunitária Esperança FM 104.9.
Criado pelo Governo Federal, em 2011, o Pronatec tem o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.


quinta-feira, 22 de maio de 2014

Arena SporTV

Rodriguinho põe o Grêmio entre os

favoritos e elogia garra e disposição

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
rodriguinho grêmio fluminense (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O Grêmio conseguiu sua terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro, ao vencer o Botafogo por 2 a 1, em Caxias do Sul, nesta quarta. O resultado colocou o Tricolor na segunda posição e, para o meia Rodriguinho, autor de um dos gols da partida, os gaúchos são mesmo um dos favoritos ao título neste ano.

Leia mais e veja vídeo com entrevista de Rodriguinho AQUI.


quarta-feira, 21 de maio de 2014

Inácio de Loyola Brandão e Dorian Jorge Freire


No ambiente agradável da Casa da Revista, de Porfírio Negreiros, em Mossoró, encontro nas páginas da revista Cult, o reconhecimento ao talento do jornalista mossoroense Dorian Jorge Freire, de saudosa memória. O renomado escritor Ignácio de Loyola Brandão escreve o texto intitulado O Brasil estava mudado e ninguém se dava conta e menciona Dorian Jorge Freire em meio a homens e mulheres consagrados, nacional e internacionalmente, que integravam a redação do jornal Última Hora, de São Paulo.

Colegas

Ignácio Loyola se expressa nas páginas da Cult. “Adorava trabalhar em um jornal que tinha, entre outros, nomes como Nelson Werneck Sodré, Adalgisa Nery, Jorge Amado, Rachel de Queiroz, Octavio Malta, Stanislaw Ponte Preta, Armindo Blanco, Bresser Pereira, Danton Jobim, Wilson Rahal, Dorian Jorge Freire, Arapuã, Benedito Ruy Barbosa (esse mesmo, o autor de novelas hoje), o cartunista Otavio, Nélson Rodrigues...”

Redação 
E continua o escritor Inácio Loyola Brandão a citar os nomes dos colegas de Dorian Jorge Freire, na redação do JH: “Rubem Braga, Arthur da Távola, Jô Soares, Agnaldo Silva (tambem novelista), Ricardo Ramos, Ibiapaba Martins (dois belos autores), Egydio Squeff, Vinicius de Moraes, Tati de Moraes, Jacinto de Thormes (ele modernizou a crônica social provinciana), Walter Negrão (outro novelista), Denis Brian, Juca Chaves, Jaguar, Roberto Freire (o escritor, não o político), Fernando de Barros (o cineasta). Uma bela turma”.

Cult - Para ler a matéria completa, acesse o link do site da revista Cult AQUI.


Veja mais do escritor Ignácio de Loyola Brandão sobre Dorian

"... Dorian fez carreira em São Paulo, tornou-se um dos mais brilhantes jornalistas de nossa geração".  "... Dorian foi de meu grupo de juventude na Última Hora, o falecido jornal de Samuel Wainer. Dorian, que era o principal repórter e redator do jornal, me ensinou, me acolheu, me aconselhou. Sugeriu-me leituras, autores. Ao longo de minha carreira Dorian jamais me deixou colocar salto alto. Puxava-me para baixo, me ensinava a humildade, o dom da simplicidade, qualidades fundamentais..."